terça-feira, 9 de outubro de 2012

O valor da sustentabilidade


Desde que começaram a ter posição de destaque na agenda setting, os defensores do meio ambiente que agem de modo mais incisivo foram alvos de críticas e alcunhas pejorativas, principalmente por parte de grandes corporações. O tempo passou, assim como a mentalidade mercadológica do século XX e, hoje em dia, os precursores de movimentos pró-ecologia ocupam posição de destaque no mundo empresarial, oferecendo seus serviços de consultoria para práticas mais sustentáveis.

Em 2005, foi criado no País o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da BM&F Bovespa, que marcou a entrada de um novo paradigma no universo empresarial, dizendo que o social e o econômico estão atrelados sob o nome de sustentabilidade. O ISE foi criado em uma parceria com o Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces), da FGV-EAESP, e veio justamente para atender à demanda mundial, sendo o quarto índice de ações no mundo (o primeiro da América Latina), com o intuito de apontar o desempenho sustentável de empresas.

Fazem parte do ISE as corporações que são previamente convidadas e que respondem um questionário enviado pela Bolsa. Atualmente, estão no índice 38 empresas, de 18 setores da economia, que somam um valor de mercado de mais de 18 bilhões de reais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário